14°C 26°C
Foz do Iguaçu, PR
Publicidade

Déficit habitacional em Foz do Iguaçu: um desafio urgente

Por Deoclécio Duarte

03/07/2024 às 08h49
Por: JNT NEWS
Compartilhe:
Déficit habitacional em Foz do Iguaçu: um desafio urgente

Ao contemplarmos as deslumbrantes paisagens naturais e arquitetônicas de Foz do Iguaçu, é fácil esquecer um problema crônico que afeta milhares de famílias em nossa cidade. Dados do Instituto de Habitação de Foz do Iguaçu (Fozhabita) revelam que cerca de seis mil famílias aguardam por uma moradia adequada. No entanto, esses números podem ser ainda maiores, pois muitas famílias não procuram o Fozhabita. Elas vivem em condições precárias, em áreas de risco e moradias insalubres, acreditando serem "donas" de seus imóveis, apesar de não possuírem qualquer documentação.

Um exemplo gritante dessa crise é a ocupação Bubas, no bairro Porto Meira. Considerada a maior invasão urbana do Paraná, a ocupação Bubas é um símbolo da grave crise habitacional em Foz do Iguaçu. Surgida em 2013, a ocupação abriga cerca de 1.200 famílias em um terreno anteriormente destinado ao cultivo de soja. Essas famílias enfrentam condições de vida extremamente difíceis, agravadas pela escassez de oportunidades de trabalho e qualificação profissional, o que reduz drasticamente sua renda e capacidade de pagar por despesas básicas como aluguel, água e luz.

As pessoas que vivem em áreas não regularizadas acabam ficando sem acesso a serviços públicos essenciais e infraestrutura adequada. A cultura de ocupação informal em Foz do Iguaçu resulta na formação de bairros com ruas estreitas e sem espaço para equipamentos públicos, refletindo a grave falta de planejamento urbano.

Outro grave problema em nossa cidade são as casas precárias em diversos bairros, que enfrentam sérios problemas estruturais, principalmente devido a infiltrações. O quadro “Mão na Massa Reforma Solidária” da Rede Massa desempenha um papel valioso na área social, identificando necessidades comunitárias e vulnerabilidades. Esta importante iniciativa de comunicação visa chamar a atenção da sociedade para os diversos problemas decorrentes da expansão da cidade e suas localidades. Através do programa, há pedidos por alimentos, medicamentos, roupas, calçados e muito mais que são atendidos graças a uma vasta parceria com empresas de quase todos os setores comerciais e de serviços.

É extremamente gratificante apoiar o quadro “Mão na Massa Reforma Solidária”, que propõe soluções por meio de obras e reparos na construção civil para aqueles que mais necessitam. A demanda é atendida de forma solidária, envolvendo empreiteiras e fornecedores tradicionais de materiais de construção. Muitas empresas voluntárias estão engajadas nesse processo, e nós, da Duma Empreendimentos, queremos compartilhar um pouco do nosso sucesso com essas pessoas frequentemente esquecidas pelo setor público. Conclamo que mais empresas e cidadãos abracem essa causa.

Para enfrentar o problema habitacional, algumas ações podem ser consideradas:

  1. Aceleração da regularização fundiária: Implementar medidas mais rápidas e eficazes para regularizar áreas ocupadas informalmente, garantindo que as famílias tenham segurança jurídica sobre suas moradias e acesso a serviços públicos.
  2. Ampliação dos programas habitacionais: Expandir programas como o Casa Fácil e o Projeto Moradias para atender a um número maior de famílias. Parcerias com o setor privado podem ser exploradas para aumentar os recursos disponíveis.
  3. Melhoria da infraestrutura urbana: Investir na infraestrutura dos bairros informais para fornecer serviços essenciais como água, esgoto, energia elétrica e transporte público. Isso melhoraria significativamente a qualidade de vida dos moradores.
  4. Regulamentação do comércio informal: Desenvolver políticas que apoiem a regulamentação do comércio informal, uma importante fonte de renda para muitas famílias.
  5. Educação e capacitação profissional: Implementar programas de educação e capacitação profissional para as famílias de baixa renda, aumentando suas chances de emprego formal e sua capacidade de sustentar suas famílias de maneira digna.

O déficit habitacional em Foz do Iguaçu é um problema complexo que requer uma abordagem contínua. A colaboração entre os governos federal, estadual e municipal, setor privado e organizações comunitárias é fundamental para alcançar soluções duradouras e melhorar a qualidade de vida em nossa cidade.

Deoclécio Duarte é empresário em Foz do Iguaçu

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários